Atendimento em Psicologia Infantil

Para você que é mãe e pai, que ama seus filhos, e quer que eles se desenvolvam com saúde física e emocional, preocupa-se que eles possam ter algum problema sério ou vir a ter, vamos mostrar como o Atendimento em Psicologia Infantil, pode lhe ajudar a descobrir, prevenir e resolver problemas relacionados ao desenvolvimento emocional e da personalidade do seu filho.

Preocupações frequentes

Preocupações sobre o comportamento e reações emocionais do seu filho, preocupações em agir de maneira correta para não prejudicá-lo. Questionamentos como: “Estamos sendo exigentes demais?” “Ou pouco exigentes?” “Estamos sendo afetivos na quantidade certa?” “Como devemos agir para evitar que nosso filho não se torne um adulto inseguro?” “Medroso?” “Que ele passe pelos mesmos sofrimentos que passamos?” “Vulnerável as drogas?” Tantas perguntas! Tantas inseguranças! E algumas vezes vocês não conseguem entrar em acordo em como agir. Um é firme, o outro flexível, um diz sim o outro diz não,e ambos ficam desautorizados na frente do filho e acabam prejudicando o desenvolvimento da criança com este tipo de comportamento! E, para completar, sempre tem alguém dizendo o que é o certo e errado a fazer, sugerindo uma série de coisas e gerando ainda mais confusão.Tudo isso resulta em um grau de preocupação elevado e os pais fazem a conexão dos problemas com transtornos como Déficit de Atenção e Hiperatividade, Síndrome de Asperger, e tantas outras que escutam falar na televisão, internet ou em rodas de conversa.

E o que os pais querem para os seus filhos?

Sim! Vocês querem o melhor para o seu filho. Mas vocês temem repetir os mesmo erros que seus pais, ou cometer outros erros ao evitar o que julgam ter sido os erros de seus pais.

Claro, vocês querem que seu filho seja feliz, torne-se um adulto seguro e realizado. Por isso, vocês se preocupam com a situação dele na escola,ocê se preocupam se ele tem um relacionamento saudável com os amiguinhos, se ele sofre bullying ou algum tipo de violência. Se ele sabe se defender, se ele sabe respeitar as outras crianças, se ele tem atenção dos professores,e ele está tendo na escola o espaço adequado para se desenvolver plenamente, etc.

E se, a escola lhe recomenda para que procure um psicólogo para o seu filho, o chão parece abrir sob os seus pés! Contam “de uma hora para outra seu filho mudou o comportamento, passou a ser agressivo, passou a chorar, passou a se esconder e se isolar, passou a apresentar dificuldades de aprendizagem que não apresentava e que não seriam normais para idade dele,  não respeita regras e limites colocadas pelos adultos, tem dificuldades para se concentrar, é dispersa e ansiosa”. Vocês se apavoram: “Será que nosso filho tem algum problema muito sério? Precisará usar medicação forte? Terá solução? Sofrerá na sua infância e se tornará um adulto infeliz?

Como o Atendimento em Psicologia Infantil pode lhe ajudar

– A detectar se está acontecendo algum problema no processo de desenvolvimento de personalidade e emocional de seu filho.
– Pode lhe orientar em iniciativas para superar eventuais problemas que estejam acontecendo.
– Pode lhe orientar em iniciativas preventivas para que os problemas não ocorram.

Se você puder contar com o trabalho de profissionais preparados para lhe auxiliar a detectar os efetivos problemas que possam estar ocorrendo com o seu filho, orientar-lhes em como resolvê-los, ou ainda, orientá-los para a prevenção de possíveis problemas, isso não a deixará mais segura? Não melhorará a sua relação com o seu filho?

Vamos conversar sobre como isso é possível

O Atendimento em Psicologia Infantil envolve uma metodologia clara e objetiva, um caminho com passos a serem seguidos para que seu filho supere os problemas que possa estar passando ou até evitar que venha sofrer dificuldades futuras. E quais são os passos a serem percorridos no Atendimento em Psicologia Infantil para lhe auxiliar neste processo?

Primeiro Passo

É realizada pela psicóloga uma avaliação diagnóstica rigorosa do problema de seu filho.  Ao verificar aos detalhes a situação de seu filho, pode-se constatar a necessidade de uma avaliação complementar de outras áreas da saúde e/ou pedagógica, para o fechamento do diagnóstico. Este primeiro passo precisa ser bastante cuidadoso e rigoroso, visto que definirá os passos seguintes. Em anos de experiência nesta área, já se pode resolver o problema com o esclarecimento diagnóstico: constatando-se que a criança não tinha problema algum, que o que havia eram equívocos em como os adultos a estavam tratando, outras vezes, verificou-se problemas fisiológicos (como visual, auditivo, endocrinológico, neurológico, entre outros) e outras vezes, problemas na condução pedagógica do processo de aprendizagem.

Sim! Muitas vezes a criança pode estar padecendo emocionalmente. E as vezes há uma complexidade em que problemas fisiológicos, pedagógicos e relacionais se juntam e se misturam gerando o problema pelo qual a criança está passando.  Assim, o fechamento do diagnóstico ocorre quando montamos este quebra-cabeça com muita objetividade e clareza.

Segundo passo

Estabelecido o diagnóstico em termos de articulação interdisciplinar, serão definidas as iniciativas necessárias para a solução do problema encontrado. Essas iniciativas poderão envolver:

– Sessão de orientações aos pais.
– Sessões para trabalhar eventuais impasses emocionais dos pais em relação aos filhos.
– Sessões com as crianças.
– Reuniões da psicóloga com professores e/ou coordenadores da escola para definição de iniciativas articuladas, acompanhamento destas iniciativas e análise de resultados.
– Elaboração de relatórios técnicos por parte do psicólogo para profissionais de outras áreas a fim de articular o trabalho para o mesmo objetivo.

Enfim, ao seguir este caminho, você contará com uma orientação profissional especializada nas atitudes e iniciativas adequadas para bem conduzir o desenvolvimento da personalidade e emocional de seu filho.  E o bônus extra que você terá, é a segurança com suas atitudes e a tranquilidade para lidar com a diversidade de opiniões que se espalham a sua volta. Agora você consegue ver que é possível realizar o sonho de fazer seu filho se tornar uma pessoa feliz?

Vamos conversar mais sobre psicologia infantil?

Claro, este caminho nem sempre é uma linha reta! Para ser sincero nunca é. Como dizia Carlos Drummond de Andrade “no meio do caminho tinha uma pedra”. E quantas pedras: separação dos pais, uma doença que acomete algum integrante da família, mudança de cidade, o nascimento do irmãozinho, e tantas outras coisas acontecem sem qualquer planejamento, pegam a todos de surpresa! Sim, o caminho não é uma estrada reta, sem pedras! E por isso o atendimento em Psicologia Infantil pode ser necessário para ajudá-lo neste percurso para o destino almejado: a realização futura de seu filho, que será a sua realização. Se você ainda deseja saber mais sobre Psicologia Infantil, deixe seu e-mail, pois estaremos produzindo vários artigos sobre temas específicos que poderão ajudá-lo  a compreender melhor as curvas desta estrada.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fechar Menu